quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Como Ensinar um Hemiplégico a Vestir-se


A Hemiplegia é a paralisação de um lado do corpo, caracterizada pela diminuição ou aumento do tónus muscular nos membros afectados devido a danos no motoneurónio superior. Ela é comumente causada por doenças vasculares, tumores ou traumas cerebrais. De um modo geral ela limita a funcionalidade e afecta a qualidade de vida. Um dos comprometimentos motores evidentes na hemiplegia é a tendência em transferir o peso corporal para o lado não afectado e a utilização do braço parético em poucas ou nenhuma tarefa cotidiana (dependendo do grau da lesão). Para podermos possibilitar a estas pessoas o maior grau de autonomia, temos que saber como as ensinar a desempenhar as actividades da vida diária. Assim, seguem-se dois exemplos:


Como ensinar a vestir uma camisa:





  1. Coloque a camisa sobre a coxa não afectada, na posição correcta para vestir.
  2. Mantenha o braço afectado pendente, relaxado.
  3. Com a mão não afectada, enrugue a manga da camisa do lado afectado e coloque a manga entre as pernas.
  4. Coloque o braço não afectado na manga da camisa.
  5. Sobe a camisa até ao ombro, com a mão não afectada.
  6. Pegue no colarinho e passe a camisa, por trás da cabeça, para o lado não afectado e vista esse lado.
  7. Arranja a camisa e aperte os botões.



Como vestir as calças:



1. Cruze as pernas.
2. Com a mão não afectada, vista a calça do lado afectado
3. Puxe a calça até ao joelhoColoque o pé no chão






5. Coloque as calças no chão.
6. Vista a perna não afectada
7. Puxe as calças até aos joelhos.




8. Apoie e coloque-se na posição de pé.
9. Puxe as calças até à cintura.Aperte o fecho (Velcro).

8 comentários:

Jorge Mendes disse...

Boa Noite

Artigo muito útil não só para os futuros terapeutas como , para quem tem que lidar diariamente com este tipo de limitação. As famílias deveriam ter este tipo de formação para poder ajudar melhor os seus familiares e assim existir uma humanização mais concreta.

Parabéns

Tiago Matias disse...

Olá
Artigo excelente.

Engraçado que nesta fase de estudo limitamos a pensar em anatomia, e esquecemos quanto importante estas ajudas.

Obrigado

Carolina ramalho disse...

Oi
É bom relembrar o quanto importante é o nosso curso.

Sem estes conhecimentos muitas pessoas sentiam-se mais marginalizadas e tristes.

É a primeira vez que aqui venho e já fiquei fá

raul fidalgo disse...

Assim sim

A guerra existente entre as TO e os Fisio, quando lemos artigos como estes, ficamos a ver o disparate que é.

Já alinhei nessa onda agora que acabei e que trabalho com ambos verifico a falta de informação que existe na faculdade levam a tomar esta atitudes.

Obrigado por indirectamente lembrares que ambos são importantes e necessários para atingir os nossos objectivos que é a reabilitação do paciente.

Daniel disse...

audações

Sou Eng. ergonomico, passei por este blog por indicações do jorge.

Parabéns muito útil bem elaborado.

Irei recomenda

Fernando Castro disse...

Bom dia

Estive analisar o seu artigo.

Gostei do conteúdo, mas não entendo as figuras representativas por exemplo:

Como é que um Hemiplégico consegue manter-se de pé como a figura representa (8, 9)?

E depois na figura 5,6,7 levanta a perna como?

Elvira santos disse...

Olá

Gostei muito dos teus artigos.

Os seus conteúdos são importantes para os nossos trabalhos

Obrigada

Susana disse...

Olá

Já começa a tornar-se um hábito vir a este blog.

Comunicação muito boa. Parabéns.

Quanto ao comentário do Sr. Fernando é evidente, que desenhos são desenhos, o que importa é o conteúdo,é a minha opinião.

Mais uma vez parabéns